terça-feira, 24 de outubro de 2017

Crianças Evangélicas Também São Crianças






















ADULTIZAÇÃO INFANTIL O PERIGO DENTRO DAS DAS IGREJAS


Criança Evangélica Também é Criança!

O que estamos fazendo com nossas crianças nos dias atuais?
Onde se pretende chegar com o errôneo entendimento desenvolvido em muitas igrejas podando as crianças do seu maior direito: O Direito de Ser Criança.
A própria Bíblia nos orienta que a tempo para tudo debaixo do céu: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. (Ec 3.1).
O pregado cita alguns pontos e faz uma lista, sempre focando um tempo determinado para cada momento e se nós formos prestar atenção ao texto logo no primeiro versículo podemos destacar facilmente: “Tudo tem o seu tempo determinado” (Ec 3.1ª).


          Quando se trata de um trabalho infantil, principalmente nas igrejas, os líderes dos departamentos e ministérios infantis, tem uma preocupação que considero muito importantíssima, preocupação esta que acredito ser por falta de conhecimento, e de uma boa orientação; alguns exageros facilmente são identificados nos dois extremos: No lúdico e no espiritual; a tendência de muitos destes líderes, com medo de secularização das atividades infantis realizadas nas igrejas, terminam por privar as crianças de ser criança, de enxergar o mundo espiritual com os seus próprios olhos e o mais importante, de forma sadia e sob a orientação de uma serva, ou de um servo de Deus, que pode e deve direciona todas as atividades lúdicas a luz das Sagradas Escrituras.
 
         Já cultuei ao meu Senhor Jesus Cristo em muitos Cultos de Departamento Infantil, e em muitos deles presenciei a reverencia a Palavra de Deus, um puro e verdadeiro louvor sendo oferecido pelas crianças; Contação da História Bíblica e todo o culto obedecendo a faixa etária das crianças de forma bem lúdica e o nosso Deus na ocasião Batizou 18 (dezoito) crianças no Espírito Santo e o melhor de tudo isto é que as crianças ficaram desejosos em participar de outros Cultos como o da ocasião e serem Batizadas no Espirito Santo também.

          O culto ao Senhor precisa sempre ser com ordem e decência, mas não podemos perder a alegria de estarmos na presença do nosso Deus, claro que precisamos levar em consideração os bons usos e costumes, porém sem perder a alegria de se estar na presença de nosso Senhor e Eterno Deus assim como o Rei Davi: E sucedeu que, quando os que levavam a arca do Senhor tinham dado seis passos, sacrificava bois e carneiros cevados. 14 E Davi saltava com todas as suas forças diante do Senhor; e estava Davi cingido de um éfode de linho. 15 Assim subindo, levavam Davi e todo o Israel a arca do Senhor, com júbilo, e ao som das trombetas. (2 Sm 6. 13 – 15).

          Não podemos de maneira nenhuma perder o foco principal do Culto que é o louvor e adoração a Deus, porém tudo com ordem e decência. Mas faça-se tudo decentemente e com ordem. (1 Co. 14:40).
         A adultização das crianças na maioria das igrejas, chegam de forma sutis, começa partir da escolha dos hinos que são escolhidos para os conjuntos infantis, quando se tem um grande número de cantores e cantoras que louvam com hinos apropriados para a faixa etária das crianças, no entanto o que vemos e ouvimos muitas vezes, é crianças cantando hinos com uma linguagem tão adulta que nem mesmo as regentes sabem o significado, uma outra forma de adultização as crianças e querem que crianças preguem, cantem e orem como pessoas adultas e a igreja não só apoiam como incentivam e o fim desta história na maioria das vezes não é nada confortante.
“Tudo o que será aprendido deve ser disposto segundo a idade, para que nunca se ensine nada que não possa ser compreendido”. (Comenius –Didática Magna, pag. 125).

Crianças que tem sua infância roubada para agradar adultos, quando elas crescerem se tornaram adolescentes, jovens, e adultos frustrados e a maioria delas infelizmente abandonam a fé, o que podemos constatar e muitas igrejas, onde crianças que eram verdadeiras bênçãos, quando cresceram abandonaram sua fé e hoje vivem no mundo desorientadas, porque foi posto em seus ombros um fardo, uma responsabilidade pesada demais para carregarem.

O Pastor e Pedagogo Marcos Tuler em seu artigo: “Os Perigos da Adultização Infantil”, nos chama atenção para adultização precoce das crianças nas igrejas:
          “Cantores, pregadores e mestres mirins. Muitas crianças têm perdido a infância por conta de certos “educadores” que no intuito de realizarem nelas o que gostariam para si mesmos, podam-lhes a alegria, a imaginação, a inventividade e o divertimento. Às vezes, são pais que gostariam de ser cantores, pregadores ou professores de escola dominical, mas que por falta de vocação natural, ou até mesmo de uma chamada divina específica, projetam nos filhos, seus sonhos ou objetivos não-realizados. Quem nunca viu um menino com menos de dez anos vestido de terno e gravata, cantando, pregando ou dirigindo um culto. E na escola dominical, quantas meninas e meninos são colocados à frente de uma turma, quando na realidade, deveriam estar aprendendo em uma classe de sua faixa-etária.”

          Ele ainda ressalta em seu artigo que o maior objetivo da adultização de nossas crianças é puramente econômico, não podemos deixar que movimento de adultização venha roubar de nossas crianças o direito de ser criança. Precisamos tomar uma atitude e não deixar que interesse mercantilistas literalmente roubando a inocência de nossas crianças, algo que se tornará muito caro para a formação de nossos pequeninos.  



Geazi Inácio dos Santos;
Diácono da IEADERN, Graduado e Mestre em Teologia – FASTEN,
Graduado Gestão Pública,  Esp Gestão Pública  - UERN;
Esp Gestão de Pessoas – FGV; Esp. Prog. Saúde na Escola – UFRN;
Psicólogo Pastoral Cristã Eclesiástica – FASTEN;
Facilitador – Programa Ed de Resistencia às Drogas - PROERD

O Sambista Que Aceitou Jesus

Um homem que passou a vida toda cantando para o mundo, vivendo nos vícios e nas drogas, teve a felicidade de encontrar o caminho da luz já no final de sua vida terrena.
No final de 2001, Bezerra da Silva se tornou evangélico e, depois disso, chegou a lançar o CD gospel chamado “Caminhos de Luz”.

A conversão de Bezerra da Silva é um exemplo claro do ditado que diz que enquanto há vida, há esperança.

José Bezerra da Silva 
(Recife23 de fevereiro de 1927 — Rio de Janeiro17 de janeiro de 2005) foi um cantorcompositorviolonistapercussionista e intérprete brasileiro dos gêneros musical coco e samba, em especial de partido-alto.
No princípio, dedicava-se a gêneros nordestinos, principalmente o coco até se transformar em um dos principais expoentes do samba nos anos seguintes. Através do samba, cantou sobre os problemas sociais encontrados dentro das comunidades, se apresentando no limite da marginalidade e da indústria musical. Estudou violão clássico por oito anos e passou outros oito anos tocando na orquestra da Rede Globo, sendo um dos poucos partideiros que lia partituras.


Gravou seu primeiro compacto em 1969 
O primeiro disco em 1975, de um total de 28 álbuns lançados em toda a carreira que, somados, venderam mais de 3 milhões de cópias. 
11 - Discos de Ouro,
03 - De Platina e
01 - De Platina Duplo.

Entre as maiores conquistas do Cantor Bezerra Silva, uma ele vai levar para a Eternidade a sua Salvação em Cristo Jesus.
Em 2001 retornou à Igreja Universal do Reino de Deus e em 2003 gravou um CD com músicas gospel. Em 2005, perto da morte, mas ainda em plena atividade, morreu na manhã de segunda-feira, dia 17 de janeiro de 2005 aos 77 anos, depois de sofrer uma parada cardíaca.
Foi por pouco, mas a Graça, e o Favor de nosso

Senhor e Salvador Jesus Cristo o alcançou e lhe deu a certeza da Vida Eterna.  




Por
Dc.  Geazi Santos


sexta-feira, 13 de outubro de 2017

POR ESTA A UNESCO NÃO ESPERAVA...


Os Estados Unidos anunciaram que o país vai deixar de ser membro da UNESCO, acusando a entidade de ser anti-israelita. Diretora-geral lamenta a decisão.

Os Estados Unidos anunciaram esta quinta-feira que se retiram da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), acusando a instituição de ser anti-israelita.

Os Estados Unidos irão deixar a Unesco, a agência de educação e cultura da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2018, anunciou o Departamento de Estado americano em comunicado nesta quinta-feira. A medida será colocada em vigor em 1º de janeiro, e, entre as causas alegadas pela decisão, está “o contínuo viés anti-Israel” da organização.

“Essa decisão não foi tomada facilmente, e reflete as preocupações dos Estados Unidos com crescentes contas atrasadas na Unesco, a necessidade de reformas fundamentais na organização e o contínuo viés anti-Israel na Unesco”, declarou o departamento. Segundo o comunicado, os Estados Unidos vão “continuar engajados” com a como “Estado observador” no organismo par “contribuir com as visões, perspectivas e expertise”.

Israel de saída
Na esteira da decisão americana, o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou hoje no Twitter que deu instruções ao ministério de Relações Exteriores para “preparar a saída de Israel da Unesco em conjunto com os Estados Unidos”. O primeiro-ministro elogiou a decisão de Donald Trump e classificou o órgão da ONU de “teatro do absurdo, que distorce a história ao invés de preservá-la”.

Israel já havia suspendido as relações com a Unesco em reposta a uma proposta de resolução cuja linguagem, segundo autoridades israelenses, negava as conexões históricas dos judeus com sítios sagrados de Jerusalém.


Fonte:https://eco.pt/2017/10/12/eua-saem-da-unesco-acusam-a-instituicao-de-ser-anti-israelita/




Por 
Dc Geazi Santos

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Dominando a lição para melhor explanar

Para inicio do nosso artigo vamos falar sobre como dominar o assunto da lição da Ebd, Temos diante de nós o texto bíblico da lição e a revista da Escola Dominical. Como desenvolveremos o tema da lição? Considere as seguintes sugestões:

1. Comece logo no início da semana e estude diariamente

Um plano excelente é você dedicar meia hora por dia, no mínimo, para o estudo da lição do próximo domingo. Será melhor ainda se você puder estudar sempre à mesma hora, todos os dias, a partir de segunda-feira. Por que começar tão cedo, na segunda-feira? Começar cedo dá tempo para um estudo consciencioso, com oração e meditação, para que a lição penetre na mente e no coração do professor, e chegue a fazer parte dele.