segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A Descoberta Da Responsabiblidade

Eu sei;

          Você não está sozinho nestas dúvidas, muitas pessoas, eu tenho certeza as  compartilham com você; derrepente você cresceu, o colo de sua mãe, os braços de seu pai já não são fortes suficientes, para por alguns minutos lhe tirar deste mundo, não deixar que nenhuma parte de seu corpo toque este solo; o mais engraçado em tudo isso é que você esperou tanto tempo por este momento e agora que você finalmente consegui, não sabe ao certo o que fazer com tanta liberdade, apesar de não querer confessar você está com medo, apesar de ter planejado o que fazer, sonhado com este dia,  ai está você; como uma criancinha, que  precisa de seus pais para se sentir seguro neste passo, que é um dos mais importante de sua vida; mas você é orgulhoso de mais para pedir ajuda, o conforto, a segurança dos braços de seus pais. É justamente ai que você percebe que mesmo as pessoas que lhe ama nada podem fazer para impedir que passes por estes momentos, e  que eu  tenho certeza que foi o próprio Deus lhe tem reservado,  afinal a vida continua e agora a mesma proteção que  você tanto valoriza e  de certa forma você é tão dependente dela,  e que lhe dava total segurança, como por uma ironia é a falta dela que te leva as maiores dúvidas de sua vida: 

               Como vai ser daqui para frente? 
               Será que vai dar certo?
               Será que eu estou pronto?
               E se eu não estiver?

              Existes centenas de pergunta que se passa por alguém nestas horas, perguntas que ficam povoando a nossa mente e que sem dúvida são estas mesmas perguntas que nos fazem ir enfrente, nos por em movimento, nos dá um sentido lógico para nossa existência, nos faz saber que realmente estamos vivos, que existimos e que que o que passamos que hora chamamos de conflito, não passar do ciclo de nossa peregrinação neste mundo.
Acredite!
               Você não está sozinho nestas dúvidas, muitas pessoas, eu tenho certeza as compartilham com você.


Por 
Dc. Geazi Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário